São Paulo
 
 
Web Diário
               
 
               
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
Serviços | Polícia | Comércio | Cultura e Lazer | Educação e Saúde | Esportes | Sociedade | Entidades | Artigos | Opinião
   
        Dica de passeio | Fernando Calmon | Velocidade          
               
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
 
E o Jogo Sujo da Ferrari se Repete...

Foi impossível assistir a prova de Hockenheim sem lembrar o episódio inesquecível envolvendo Barrichello e Schumacher no GP da Áustria, quando o brasileiro recebeu ordens para deixar o alemão passar e assim o fez. Não venho aqui hoje entrar no mérito da postura do Barrichello ou do Massa. O discurso é sempre de que foram profissionais no momento da corrida, em ceder a posição e pensar no jogo da equipe, mas, pensando bem, que jogo de equipe?

Na época do Rubinho, Schumacher era imbatível e estava disparado no Mundial. Em segundo lugar estaria abrindo ainda mais vantagem, já que o brasileiro nunca seria um rival para arrancar seu título, muito pelo contrário, a Ferrari sempre usou o Barrichello como uma ferramenta para ajudar o Schummi a ganhar tudo que ganhou pela escuderia. Não havia necessidade.

Mas agora eu me pergunto de novo: qual é o jogo de equipe a que o Massa se submeteu?

A Ferrari está capengando no Mundial. Tem 1 ótimo GP a cada 5 que acontecem. Não vai obter a regularidade que McLaren e RBR mantém desde o início da temporada, andando sempre na frente e cravando sempre as primeiras posições. Massa entregou a posição para um companheiro que, mesmo com a vitória, ocupa apenas a 5ª posição, com uma diferença de 34 pontos para o primeiro. E, assim como da outra vez, também acho que não havia necessidade.

Massa entregou a posição de graça a um piloto que não precisa disso. Sinto falta de dignidade nos pilotos de F1, tanto de quem se submete quanto de quem se aproveita. Espero que o Felipe, ao menos, seja diferente do Barrichello e não fique muito tempo se sujeitando às sujeiras da Ferrari. Tem total competência para fazer sucesso em outra escuderia, que respeite o seu talento e seja realmente profissional.

Gosto muito do Rubinho, mas detesto a maneira como conduziu a carreira e as escolhas que fez. E agora torço muito para que o Massa não repita as mesmas bobeiras e que tenha o desejo de vencer para sair deste antro de sujeira que é a Ferrari.


E MAIS:
Discurso do Alonso é arrojado e ensaiado, mas fajuto
Um Mundial com expectativas frustradas
Monotonia e Surpresas em Valência
Pista velha é que faz corrida boa?
Lembrem-se, há um Jogo no Canadá neste domingo
A Brawn GP deste ano, com um porém…
 
     
   
     
  Luisinho Moreira, jornalista e estudioso do esporte, também atua no segmento de varejo. Apaixonado pelo automobilismo, Luisinho Moreira colabora ao Diário da Lapa, comentando o universo da Fórmula 1, a cada corrida.  
     
   
                        Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco               © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS