São Paulo
 
 
Web Diário
               
 
               
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
Serviços | Polícia | Comércio | Cultura e Lazer | Educação e Saúde | Esportes | Sociedade | Entidades | Artigos | Opinião
   
        A vida na Lapa    
               
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
A primeira presidente do Brasil promete governar para todos

Dilma Roussef, do PT, sucessora de Luis Inácio Lula da Silva, é a primeira mulher a ser eleita presidente do Brasil. Ela manterá o Partido dos Trabalhadores por mais quatro, pelo menos, no principal cargo do país, com a missão de levar adiante o projeto do atual presidente Lula. É também o primeiro cargo eletivo conquistado pela nova presidente.
Dilma bateu José Serra, do PSDB, no segundo turno após uma campanha bem polêmica, com cenas de ataques pessoais entre os candidatos.

"A partir de amanhã (segunda-feira) começa uma nova etapa para a democracia. É exigido que as pessoas que assumam a direção do país tenham sentido republicano e tenham compromisso de governar para todos", afirmou Dilma ao votar, acompanhada do vice-presidente Michel Temer.
Às 20 horas, o Tribunal Superior Eleitoral com 90% das urnas apurada havia contabilizado mais de 55% de votos para a petista ante o candidato tucano.

RÁPIDA BIOGRAFIA

A presidente nasceu em 14 de dezembro de 1947 em Belo Horizonte (MG). Durante o regime militar, Dilma foi presa e torturada. Em 2001, ela filiou-se ao PT e assumiu a secretaria do Estado do Rio Grande do Sul.

Posteriormente, Dilma assumiu a Casa Civil, sucedendo José Dirceu envolvido no escândalo do mensalão, e passou a coordenador o PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), o programa que beneficiou milhares de pessoas carentes e promoveu notáveis obras para o País.

Cada vez mais presente na vida eleitor, Dilma era cotada por Lula para ser a primeira mulher eleita como presidente do Brasil. No entanto, meses antes de revelar a candidatura ao principal cargo do país, Dilma revelou que lutava contra um câncer no sistema linfático. Dilma concluiu o tratamento e meses depois garantiu-se na disputa com o propósito, segundo ela, de dar sequência ao governo de Lula.



E MAIS:
Conheça o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)
"Não é fácil ser subprefeito da Lapa", diz Carlos em conversa com o Diário
Lapa, sempre de braços aberto e em evolução

Aos 62 anos, a primeira presidente do Brasil

                        Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco               © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS