São Paulo
 
 
Web Diário
         
 
 
 
         
       
   
        A vida na Lapa    
   
         
 
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Prefeitura deve começar a municipalizar o Sorocabana até começo de dezembro

O hospital Sorocabana, na Lapa, fechado há mais de um ano, deverá ser cedido à Prefeitura até o começo de dezembro, conforme informou o secretario de Estado da Saúde, Giovanni Cerri. O Estado paulista após retomar o prédio do Sorocabana, deixou claro que não pretendia administrá-lo e que repassaria à Prefeitura.

No entanto, ainda não há uma data e muito menos detalhes sobre a partir de quando e como o hospital voltará a atender aos lapeanos.

Na reunião do último 7/11, entre o secretário Giovanni Cerri, o vereador Carlos Neder, que participa ativamente para que o hospital volte a atender aos lapeanos, integrantes do Conselho Municipal de Saúde, Conselho Estadual de Saúde, ferroviários aposentados da antiga Fepasa, associados ao hospital e representantes sindicais, Cerri esclareceu que a iniciativa de retomar o imóvel e entregá-lo ao município gera economia aos cofres da Prefeitura.

“Por um alerta do Neder, a Secretaria acabou verificando que o prédio do Sorocabana era do estado, que tinha cedido, com a condição de que fosse um hospital”, afirmou o secretário. “A partir do momento em que o hospital estava sendo fechado, o governo teria a possibilidade de recuperar o prédio”, completou Cerri, que durante a reunião pontuou que, com a economia, o governo de Gilberto Kassab poderia investir no reequipamento do hospital.

O Sorocabana fechou as portas em setembro de 2010, mesmo com investimento público. No dia 4 de outubro deste ano, o Governo de São Paulo, que havia cedido o terreno à Associação Beneficente dos Hospitais Sorocabana no começo da década de 1950, retomou o imóvel onde funcionava o hospital e concedeu à Prefeitura de São Paulo.

Entre 2003 a 2010, foram injetados R$ 103 milhões no Sorocabana para produção de serviços prestados ao SUS e, mesmo assim, o hospital fechou e deixou uma enorme lacuna no atendimento à saúde da cidade de São Paulo. A própria prefeitura reconhece que manter o hospital fora do SUS paulistano, considerando a sua capacidade técnica de assistência e a estrutura já constituída, é um enorme prejuízo para a população, principalmente àquela parcela dependente do Sistema Único de Saúde (SUS).

E MAIS:
Vereador obtém assinaturas para tentar instaurar CPI no Hospital Sorocabana
Prefeitura culpa “o fim” do Sorocabana por irregularidades com as verbas do SUS
Ignorado pelo Estado e Prefeitura, Hospital Sorocabana segue sem perspectiva na Lapa
Deputado diz que Kassab entregará Hospital Sorocabana à igreja


 
Neder que explicações sobre destino de verbas para o Sorocabana




 
         
         
  Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco  
         
  © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS