São Paulo
 
 
Web Diário
               
 
               
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
Serviços | Polícia | Comércio | Cultura e Lazer | Educação e Saúde | Esportes | Sociedade | Entidades | Artigos | Opinião
   
        A vida na Lapa    
               
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Após campanha por José Serra, Soninha planeja projeto na Lapa e mira Prefeitura em 2012

Dias antes do 2º turno das eleições, o Diário entrevistou a lapeana Soninha Francine, coordenadora da campanha de José Serra na internet e ex-subprefeita da Lapa. Em uma entrevista –com dez perguntas- Soninha falou sobre o trabalho ao lado do tucano, relembrou os tempos de subprefeitura e não escondeu que irá concorrer à Prefeitura em 2012. Ela também avaliou o trabalho do atual subprefeito da Lapa, Carlos Fernandes.

A conversa está imperdível, vale a pena ler!

DIÁRIO DA LAPA: Terminando a campanha de José Serra, qual o próximo trabalho da Soninha?
SONINHA: Possivelmente não-governamental. Antes de saber que eu ia trabalhar na campanha, quis me empenhar em um projeto em parceria com a prefeitura e instituições: "analfabetismo zero". Não podemos tolerar que jovens e adultos não saibam ler, escrever, compreender textos. Talvez retome isso agora - começando pela Lapa, naturalmente.

DIÁRIO DA LAPA: Coordenadora da campanha de José Serra, pela internet, e subprefeita da Lapa... Soninha, qual a missão mais difícil?
SONINHA: Não tem nada mais difícil no mundo do que ser Subprefeito. É uma responsabilidade imensa com coisas que afetam diretamente a vida de milhões de pessoas sem que o poder e os recursos sejam minimamente correspondentes.

DL: Aliás, sente saudades em ser a Subprefeita da Lapa?
SONINHA: Quando vejo algumas coisas que eu plantei lá atrás dando frutos agora, sim :o). Mas realmente é um emprego opressivo. Você não consegue mais passar cinco minutos olhando pela janela sem enxergar uma tonelada de problemas. E a cobrança é enorme, mas a colaboração não!

DL: Estamos chegando à reta final da campanha, valeu a pena deixar de concorrer a algum cargo e coordenar a campanha de José Serra?
SONINHA: Eu não fui candidata a esse ano porque o PPS decidiu não disputar o governo do estado e as duas vagas da coligação para o Senado já estavam ocupadas... Essas eram as duas candidaturas que eu toparia este ano. Não saí candidata a deputada porque não quero ser deputada! Os quatro anos na Câmara Municipal não me deixaram dúvida de que prefiro trabalhar no Executivo - no máximo, em um parlamento de características diferenciadas, como o Senado. Coordenar do site do Serra foi uma possibilidade que apareceu bem depois, e eu adorei - é um trabalho tão importante quanto ser candidata, porque ele é meu candidato à presidência e faço questão de ser seu cabo eleitoral.

DL: E precisamos saber se há algum plano para 2012 (eleições municipais)?
SONINHA: Sim, planos de concorrer à Prefeitura novamente.

DL: Sentiu falta por não ser uma opção para o eleitor?
SONINHA: Como Senadora, sim, eu gostaria de estar lá.

DL: Como foi o trabalho de coordenar a campanha de José Serra na internet?
SONINHA: Imenso! Na verdade, eu não coordeno "a campanha na internet", porque ela tem várias frentes e algumas equipes mais autônomas (Proposta Serra e Rede Mobiliza); eu coordeno o site oficial de campanha, os canais oficiais no you Tube e no Flickr e a comunicação entre tudo isso mais as comunidades (Facebook, Orkut, Twitter, Sou Serra/Time 45), a imprensa, a agenda, a mobilização e a propaganda eleitoral. Só isso (rs).

DL: Qual o maior desafio ao longo deste trabalho?
SONINHA: É realmente coordenar tantas coisas diferentes, do ponto de vista das características, estratégias e organização. Nosso candidato tem uma agenda muito intensa, tem muitas realizações e propostas, se posiciona sobre inúmeros temas... E, como é natural acontecer, como há muita gente envolvida na campanha, há muitas ideias diferentes sobre como ela deve ser. Mas se lidar com quem quer ajudar é trabalhoso, lidar com quem não quer, ou quem quer atrapalhar, é horrível! Isso vale tanto para quem espalha mentiras na internet quanto para quem não se empenha como deveria na campanha de seu candidato - por covardia, acomodação, orgulho e vaidade... Enfim, as questões humanas de sempre!

DL: Durante o episódio do metrô, você postou em seu twitter que poderia ser sabotagem do PT, o que gerou diversas manifestações. Algo te incomodou?
SONINHA: Me incomoda ter certeza de que é sabotagem e não ter certeza de que há investigação competente para descobrir quem são os responsáveis. Que não são necessariamente do PT, mas certamente de pessoas com interesse em prejudicar os candidatos do PSDB.

DL: Tem acompanhado o trabalho do Subprefeito Carlos Fernandes? Como avalia?
SONINHA: Tenho visto as coisas acontecerem, andarem, darem resultado e fico muito feliz. Vejo pelo Informativo que recebo por email e andando na rua... Sei a dificuldade que é "desemperrar" alguns processos e tenho muito orgulho dele. É uma pessoa em quem confio absolutamente quanto à competência e a honestidade, em todos os sentidos.


E MAIS:
A primeira presidente do Brasil promete governar para todos
Confira as atrações culturais em nossa região neste final de semana
Berço do rock, a Pompeia comemora 100 anos com muito jazz
Quadrilha é presa por roubar imóveis e praticar sequestros na Zona Oeste
Shopping adota as praças Tomás Morus e Souza Aranha
ARTIGO: Tráfego Inteligente, POR FERNANDO CALMON
Salão do Automóvel aberto ao público com lançamentos e curiosidades
A Cronologia do Salão do Automóvel de São Paulo
 
Soninha, quando subprefeita, ouve cobranças

                        Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco               © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS