São Paulo
 
 
Web Diário
         
 
 
 
         
   
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
       
         
 
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Ceagesp passa por reformas. Atendimento ao consumidor não será interrompido


O pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP), do Entreposto Terminal São Paulo da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), irá passar por reformas a partir de agosto, e os trabalhos devem ser concluídos em até 18 meses.

Construído há mais de 40 anos, o pavilhão MLP, que tem 20 mil metros quadrados e é coberto, acomoda mais de dois mil permissionários e, no espaço, há Feira de Flores, às terças e sextas; Varejões, aos sábados e domingos; e o atacado de Verduras, de segunda a sábado

A assessoria de imprensa da Ceagesp garante que, mesmo com as reformas, as atividades serão mantidas no pavilhão, poderá apenas haver algum deslocamento de uma área para outra enquanto seja realizada determinada parte da obra. Por isso mesmo, o edital de licitação prevê até que a empresa vencedora discuta um plano logístico com a Ceagesp para minimizar qualquer tipo de transtorno para a comercialização no local ao longo da obra.


Para recuperar o prédio, a Ceagesp anuncia investimento de R$ 14,5 milhões. Desse total, cerca R$ 11 milhões são provenientes de recursos do Governo Federal (o restante, recursos da própria Ceagesp). Conforme o Diário da Lapa publicou em outubro de 2010, o ministro interino da Agricultura na época, José Gerardo Fontelles, visitou a sede da Companhia no dia 21, na Vila Pompeia, e anunciou a liberação dos R$ 11,3 milhões de aumento de capital para a empresa.

No ano passado, uma vistoria a pedido do Ministério Público detectou falta de condições de segurança. A Ceagesp solicitou um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) até mesmo para saber se haveria risco para os trabalhos do prédio. A obra estava prevista para o começo deste ano, porém, o laudo foi emitido no final de fevereiro.

“O edital, publicado no dia 13 de maio, foi elaborado após emissão de Laudo Técnico do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), emitido no final de fevereiro, que garante a segurança do espaço e dá subsídios para os trabalhos de recuperação do prédio de 20 mil metros quadrados de área coberta. Além da recuperação estrutural do MLP, a obra abrangerá ainda toda a rede elétrica, a iluminação e o piso”, disse a Ceagesp.


 

 
         
         
  Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco  
         
  © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS