São Paulo
 
 
Web Diário
         
 
 
 
         
   
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
       
         
 
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Entidades querem debater a interferência da Operação Água Branca na Zona Oeste

Após o encontro entre entidades civis, especialistas e população da Zona Oeste, uma espécie de reunião técnica que propõe esclarecer aos moradores o andamento de uma série de intervenções propostas na Lapa e região, uma próxima reunião será marcada, informou Ros Mari Zenha, que representa a Zona Oeste no Cades (Conselho Municipal do Meio Ambiente) da Secretaria do Verde o Meio Ambiente nesta segunda-feira, dia 25 de julho, ao Diário da Lapa.

“Vamos marcar nova reunião para discutir os demais pontos, não deu tempo para tudo”, explicou Ros Mari.

Saiba o que é a Operação Urbana Água Branca
Na primeira Audiência Pública, população expõe indignação com a Operação Água Branca
Planejamento na Operação Água Branca pode reduzir pelo menos 15% de energia, diz pesquisadora da USP
Kassab quer concluir Operação Lapa/Brás até o fim de 2011; edital para consulta pública está no site
Lapa/Brás é o sonho de Kassab para acabar com o Minhocão, conforme o Diário publicou em junho

Com o encontro, especialistas tentam explicar aos moradores os detalhes e da Operação Urbana Consorciada Água Branca, a instalação da Fábrica dos Sonhos (Cidade do Samba), a Arena do Palmeiras, a desapropriação na Favela do Sapo e o Parque Água Branca –temas tratados pelo poder público com termos técnicos.

A reunião deste final de semana teve duração de duas horas e debateu os seguintes temas:


1) Público-alvo da Operação Urbana Água Branca e a Favela do Sapo: garantia de futura solução habitacional para os moradores desses precários assentamentos no perímetro da Operação Urbana Água Branca;

2) Patrimônio: o estudo de impacto ambiental da Operação Água Branca contemplou o patrimônio arqueológico, mas o arquitetônico, urbanístico e fabril ficaram muito aquém. E há o compromisso da SP Urbanismo (SMDU) e do DPH (SMC) de realizar uma "varredura" desse patrimônio mais cuidadosa no perímetro. O Termo de Referência para contratação desse trabalho está em vias de finalização e ele deverá ser feito com recursos da Operação Urbana, com a devida aprovação do Conselho Gestor;

3) Arena Multiuso Palmeiras: a sociedade civil exige que os estudos da Operação Água Branca e da Arena "conversem entre si", por conta do grande impacto que esse megaempreendimento terá na região. Pois o estudo de impacto ambiental Água Branca não leva em conta a consequência do novo estádio do Palmeiras. A SP Urbanismo já está sinalizando que é necessário modificar as propostas de oferta de estoques de área adicional de construção para setores do perímetro de modo a não agravar os problemas de circulação na área;

4) Fábrica dos Sonhos/Cidade do Samba: megaempreendimento no perímetro da Operação Água Branca que também tem que "conversar" com as propostas que estão sendo feitas para Operação Água Branca. A sociedade solicita que a área destinada a esse empreendimento seja incorporada ao Sistema de Áreas Verdes da Cidade, considerando sua importância para a permeabilidade em uma região tão carente de áreas verdes. Seria fundamental para compensar o futuro adensamento que a Operação Água Branca está prevendo.








 

Moradores da Zona Oeste em protesto







     




 
         
         
  Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco  
         
  © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS