São Paulo
 
 
Web Diário
         
 
 
 
         
   
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
       
         
 
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Justiça rejeita pedido do MP, e obras na Água Branca continuam

A Justiça não aceitou o pedido do Ministério Público para paralisar as obras da Arena Palestra Itália, na Água Branca. O MP alega que o objetivo é “evitar a concretização de dano ambiental e urbanístico irreversível com a impermeabilização de área maior que a permitida pela legislação”.

Na ação, o promotor José Carlos de Freitas, da Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, pede a condenação da WTorre, empresa responsavél pelas obras, do Palmeiras e do Município a demolirem as obras já construídas, no prazo de 30 dias, bem como a repararem os danos ambientais com a recomposição e replantio da vegetação e espécies arbóreas desmatadas, e a reconstruírem o estádio e demais obras demolidas do clube social esportivo do Palmeiras, respeitados os índices urbanísticos fixados pelo Plano Diretor Estratégico e legislação correlata, no prazo de 12 meses.

Porém, o pedido do MP foi rebatido pelo o juiz Marcelo Sérgio, da 2ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo em seu despacho, no processo número 0025350-45.2011.8.26.0053:

"Não vislumbro efetivo perigo da demora (na construção da Arena), primeiro, porque o antigo Palestra Itália já não mais existe, e, mesmo que as obras prossigam, o Poder Judiciário poderá, mais à frente, impedir seu uso e, se procedente a pretensão, determinar a demolição e a restauração da vegetação (já destruída)."

"Vale lembrar que não há notícia de que o erário público esteja sendo afetado com a realização das obras, de modo que, se for necessário o desfazimento da obra, o prejuízo será exclusivo das entidades privadas, que, cientes da presente ação, estão a assumir o risco pelo insucesso do empreendimento. Com esses fundamentos, indefiro a tutela requerida", escreveu o juiz.

A empresa e o clube pretendem inaugurar a Arena em 2013, para que ela possa ser incluída como uma das sedes na Copa do Mundo de 2014. Com investimento de R$ 350 milhões, a Arena terá capacidade para 45 mil pessoas em dia de jogos. Para outros eventos, como shows musicais, poderá receber até 60 mil.


Leia também:
Kassab entrega o alvará, e as obras na Arena Palestra, na Água Branca, já podem começar
Secretaria de Habitação analisa as plantas da Arena Palestra na Água Branca
Prefeitura responsabiliza empresa por negar aval a Arena do Palmeiras
Em nota, Prefeitura fala em demora e dá ultimato para Arena do Palmeiras
Kassab coloca novo estádio do Palmeiras na Copa, mas obras estão vetadas
Nova Arena gera desconfiança entre conselheiros do Palmeiras. Mas dirigente garante
Por estádio, Palmeiras fará intervenções na região
MP investiga nova Arena do Palmeiras
Governador cogita nova arena do Palmeiras para receber abertura da Copa
Palmeiras prepara Arena para receber Copa-2014 na Água Branca




 


Projeto da Arena Palestra na Água Branca
Foto Divulgação










     




 
         
         
  Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco  
         
  © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS