São Paulo
 
 
Web Diário
               
 
               
Capa | Últimas Notícias | Notícias da Lapa | Notícias da Zona Oeste
   
Serviços | Polícia | Comércio | Cultura e Lazer | Educação e Saúde | Esportes | Sociedade | Entidades | Artigos | Opinião
   
    Emprego | Cursos | Direito | Trânsito | Classificados | Informática | Imóvel | Links  
               
 
Siga-nos no Twiter
| |
 
 
Assista nosso Canal
| |
 
 
Trabalhar em casa reúne prós e contras

Com o avanço dos recursos tecnológicos, como telefone celular e internet banda larga, trabalhar no aconchego do lar já é possível para muitos, principalmente em São Paulo que, segundo um estudo global da IBM, tem o sexto pior trajeto entre a casa e o trabalho.

Portanto, a atividade requer cuidados, muita disciplina e adaptação ao novo estilo de vida. “Antes de tudo saiba separar o home do office. É preciso ter horários para o trabalho e para o descanso”, receita o jornalista Samuel Alvez Garcia.

Garcia presta serviço a duas editoras durante a semana, produzindo de casa. Ele precisa basicamente de um telefone –para ouvir as fontes- e o computador com internet banda larga para finalizar o material. Porém, justamente aos domingos, quando a maioria reserva o dia para o descanso, ele trabalha na redação de um jornal, instalada no outro canto da cidade. “Mesmo que, aos domingos, dificilmente tenha trânsito, eu gasto mais de duas horas com o transporte, é um desperdício perder esse tempo em um só dia.”

A rotina de Garcia começa logo cedo, com café da manhã, caminhada nas ruas do bairro e depois “vamos ao trabalho”. E quem disse que não há estresse? O designer gráfico Oziris Zaniboni discorda. Há dez anos trabalhando em casa, ele procura novos ares ou, melhor, um endereço que não seja em seu lar. “O fato de trabalhar sozinho, e em casa, acaba deixando o profissional estressado porque o tempo todo é absorvido por um só trabalho sem um tempo para um bate papo, coisa que é bom para quem trabalha na minha área, a criação.”

Com base no cotidiano de muitos profissionais e dicas de especialistas, o Diário da Lapa reúne alguns cuidados necessários para quem optar pelo home office.

Disciplina
Acerte os ponteiros, com horário para o trabalho, refeições e descanso. Disciplina é fundamental. Ao estabelecer o horário e segui-lo, isso ajudará a diferenciar onde termina a casa e começa o trabalho, não ajuda trabalhar de pijama, por exemplo.

Estrutura
Crie um ambiente profissional em casa. A infraestrutura garante produção ágil e garante um clima profissional.

Mais uma vez, lembre-se de separar a casa e o escritório. É complicado atender a um telefonema –seja do cliente ou supervisor- com o cachorro latindo ou criança chorando.

Não misture os equipamentos de trabalho para uso pessoal, principalmente se houver crianças ou adolescente. Você corre o risco de ter o computador infectado por vírus e perder o conteúdo do trabalho.

Informação
Jamais se isole por estar em casa, mantenha-se informado sobre as novidades e oportunidades do mercado de trabalho.

Persistência
Alguns novos clientes podem desacreditar do resultado do seu trabalho, portanto, o resultado final o fará mudar de ideia. Afinal, você só colhe o que planta e, com organização e dedicação, você pode provar que o home office vale a pena.
     


 

As regras para poder trabalhar em casa

Algumas construtoras em São Paulo já comercializam imóveis com a área específica para o home Office. Basta ver a planta acima de apartamentos em negociação na região de Pinheiros de São Paulo.

Quem mora em condomínios, observe o regimento interno. Áreas comuns não podem ser utilizadas para reunião de negócio. Há regras para a atividade comercial, principalmente se consumir itens cobrados coletivamente, geralmente água e gás. Também é preciso haver bom senso caso ocorra um entra e sai de clientes e colaboradores no prédio residencial.

Já para quem mora em casa em zona estritamente residencial pode exercer apenas profissões consideradas "atividades intelectuais": caso dos escritores, digitadores e contadores. Porém eles não podem ter funcionários e nem receber clientes.

Também de acordo com Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras de São Paulo, não é permitido barulhos em horários inadequados ou tráfego excessivo de veículos na rua.

Já quem mora em área residencial que aceita pequenos serviços ou comércio, segundo o decreto nº 49.969/2008, é permitido ter até um funcionário em casa.

 

 

                        Expediente | Fale Conosco | Anuncie Conosco               © 2010 Propriedade e Copyright AZOL PRESS